Elastografia baseada em ultrassons no estadiamento da doença hepática crónica

A doença hepática crónica integra várias patologias comuns em Portugal, resultando na fibrose progressiva do fígado e sendo uma importante causa de morbilidade e mortalidade. Na sua abordagem clínica é fundamental determinar com precisão a fase da doença. Nos últimos anos, surgiram várias técnicas não invasivas de elastografia. Leia aqui o artigo da autoria da Dra. Susana Marques e do Dr. Miguel Bispo do Grupo Português de Ultrassons em Gastrenterologia da SPG no Atlas Saúde.