Mais de 4 mil casos de cancro podem ter ficado por diagnosticar no último mês

Mais de 4 mil casos de cancro podem ter ficado por diagnosticar no último mês, desde que foram suspensos todos os cuidados de saúde não urgentes em Portugal. Pelo menos 20 milhões de exames de diagnóstico ficaram por fazer. Comentários de Rui Tato Marinho, presidente da Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia, no Jornal da Noite, da SIC. Ver entrevista aqui.